14/10/2019

O Jornal Mídia Kit Anuncie Edição Digital Fale Conosco  

14/10/2019

Comércio e serviço em vias públicas

Publicado em 02/10/2019

A Portaria de Autorização pode ser expedida para os locais disponíveis nas diversas Subprefeituras, bastando o requerente escolher o local e o período do dia em que irá trabalhar

A venda de produtos e a prestação de serviços podem ser realizados nas vias e logradouros públicos da Cidade de São Paulo, desde que legais e previamente autorizados.

Poderá ser autorizado o uso da via, da calçada ou passeio, de praças e canteiros, dependendo do tipo de atividade. Para isso, é necessário solicitar um documento público de controle - a Portaria de Autorização ou o Termo de Permissão de Uso, conforme o caso.

Na ausência desses documentos, o comerciante ou prestador de serviços estará sujeito à sanções, como multa, além da apreensão da mercadoria e do equipamento ou do veículo utilizados.

Para facilitar a vida do cidadão, o Município de São Paulo disponibiliza, a partir de agora, sistema eletrônico para o requerimento e expedição desses documentos, bem como para o pagamento de preços públicos correspondentes.

A Portaria de Autorização pode ser expedida para os locais disponíveis nas diversas Subprefeituras, bastando o requerente escolher o local e o período do dia em que irá trabalhar - manhã, tarde ou noite. O prazo máximo para cada Portaria de Autorização é de 90 dias.

O Termo de Permissão de Uso está condicionado à abertura de procedimentos administrativos - licitação, concorrência, chamamento público ou inscrição, para que possa ser requerido, exceto para serviço de valet, compartilhamento de bicicletas e uso do passeio para colocação de mesas, cadeiras e toldo.

Para participar basta acessar o link: https://tolegal.prefeitura.sp.gov.br  quem tiver dúvida pode procurar a praça de atendimento na subprefeitura ou supervisores do CPDU  Coordenadoria de Planejamento e Desenvolvimento Urbano.

O subprefeito da Cidade Ademar José Rubens Domingues, passa o alerta que pessoas estão passando por agentes públicos para obter vantagens indevidas junto ao comércio ambulante. Não caia em golpes! Procure os funcionários oficiais da subprefeitura.

 

FECHAR

 
Publicidade
Publicidade
Publicidade